Petróleo sobe 0,76% com dados positivos na Alemanha

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em alta, com sinais de uma melhora econômica na Europa levando investidores a esperarem um fortalecimento na demanda por energia.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

20 de abril de 2012 | 16h58

O contrato do petróleo WTI para maio, que expirou após o fechamento desta sexta-feira, subiu US$ 0,78 (0,76%), para US$ 103,05 o barril. O contrato para junho avançou US$ 1,16, fechando a US$ 103,88 o barril. Na plataforma ICE, o petróleo do tipo Brent para junho teve valorização de US$ 0,76, fechando a US$ 118,76 o barril.

O petróleo subiu impulsionado por indicadores positivos na Alemanha e no Reino Unido. O índice Ifo de sentimento das empresas da Alemanha subiu para 109,9 pontos em abril, acima da previsão dos analistas, de 109,5 pontos. No Reino Unido as vendas no varejo avançaram 1,8% em março, bem acima das expectativas, de 0,8%. Além disso o dólar perdeu força, o que é bom para as commodities denominadas na moeda norte-americana, que assim se tornam mais baratas para compradores que usam outras divisas.

"Nós observamos uma verdadeira reviravolta no sentimento com os números da confiança das empresas na Alemanha", disse Matt Smith, analista da Summit Energy. Os preços do petróleo têm caído consistentemente desde que atingiram o pico de US$ 110,00 o barril no fim de fevereiro. Mas traders dizem que o WTI agora está se consolidando em uma faixa mais estreita de negociação. A média móvel de 50 dias, de US$ 104,75, impede uma alta acentuada, enquanto a marca de US$ 100,00 fornece um suporte. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoalemanhafechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.