Petróleo sobe a US$ 60,62 na expectativa de anúncio da Opep

O mercado de petróleo encontra motivos para elevar preços hoje na expectativa de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) vai divulgar detalhes de um plano para realizar um encontro de emergência a fim de adotar cortes oficiais na produção. "O mercado está aguardando o anúncio oficial antes de ficar muito animado e, se tivermos detalhes de uma reunião, então poderemos ver uma acentuação do movimento de alta", afirmou um operador. Por volta das 9h05 (de Brasília), o contrato para novembro do Brent subia 1,32% para US$ 60,62 na plataforma ICE, em Londres, enquanto na Bolsa Mercantil de Nova York (pregão eletrônico da Nymex) o barril para novembro estava em alta de 0,84%, em US$ 60,26. O barril do Brent havia chegado a US$ 61,00 na máxima desta manhã, mas cedeu levemente depois que um representante da Opep disse que a organização ainda não chegou a um acordo final sobre o tamanho de um corte na produção, nem sobre a data da reunião de emergência. "As negociações estão em andamento há mais de uma semana, mais ainda não decidimos os termos de um corte ou sobre a convocação de uma reunião", disse à Dow Jones. Na semana passada, circularam notícias de que a Opep convocaria um encontro de emergência para os próximos dias 18 e 19, antes da reunião marcada para 14 de dezembro na Nigéria. Uma confirmação oficial sobre um corte da produção ou de uma reunião de emergência da Opep poderá levar o barril do petróleo a US$ 63,00, prevê um trader. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.