Petróleo sobe a US$ 61 o barril em Nova York e Londres

Os contratos futuros do petróleo estão em alta nesta manhã, com os contratos do Brent negociados em Londres mostrando uma aceleração expressiva, o que provoca uma redução acentuada da diferença entre os preços do contrato com o West Texas, o tipo de petróleo negociado em Nova York. Segundo operadores, essa redução reflete as preocupações sobre as condições apertadas de oferta para atendimento da demanda na Europa. Às 9h10 (de Brasília), o contrato de petróleo Brent com vencimento em abril era negociado na plataforma ICE, de Londres, a US$ 61,21 o barril, enquanto em Nova York o petróleo de abril valia US$ 61,25 o barril, alta de 0,49% em relação a ontem. A divulgação, ontem, do relatório semanal do Departamento de Energia (DoE) dos EUA mostrou que os estoques de produtos derivados de petróleo acumulam uma queda de 40 milhões de barris, ou 8%, ao longo das últimas quatro semanas nos EUA, segundo dados do Doe. O relatório mostrou declínio de 5 milhões de barris nos estoques de destilados nos EUA na semana passada, ante uma expectativa de queda de 2,8 milhões de barris dos analistas, e recuo de 3,1 milhões nos estoques de gasolina, contrariando a expectativa de aumento de 100 mil barris dos analistas. A queda da taxa de utilização das refinarias norte-americanas de 86,8% para 85,2% também foi um fator que impulsionou as compras de futuros de petróleo. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.