Petróleo sobe a US$ 73 em NY, após 3 dias de baixa

Os preços dos contratos futuros de petróleo voltam a subir esta manhã, depois de três dias seguidos de baixa. Pode haver oscilação nos preços hoje, por causa do vencimento do contrato de agosto negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex). O acirramento do conflito no Oriente Médio também renova as preocupações de sua ampliação para outros países da região, incluindo alguns produtores de petróleo. Operadores prevêem que o ataque por terra de Israel no Líbano irá se intensificar com a saída de uma grande parte dos estrangeiros do país. Às 9h45 (de Brasília), o contrato de agosto do petróleo negociado na Nymex subia 0,44%, para US$ 72,98 o barril. Na plataforma ICE, de Londres, o contrato de setembro operava em alta de 0,69%, a US$ 74,41 o barril. O mercado reage ainda aos números sobre a demanda por gasolina, divulgados ontem, os quais minimizaram a pressão sobre os preços causada pela divulgação de aumento nos estoques de gasolina nos Estados Unidos, contra estimativas de queda. A demanda subiu 9,6 milhões de barris ao dia nas últimas quatro semanas. "A demanda por gasolina está 1,9% acima do ano passado, apesar dos elevados preços da commodity. Um crescimento próximo de 2% é coerente com as avaliações de manutenção de estreito abastecimento", disse Tobin Gorey, estrategista de commodity da Commonwealth Bank of Austrália. Entre outras notícias, o Irã prometeu responder formalmente hoje ao pacote de incentivos apresentado pelo Ocidente, com intenção de solucionar a disputa por causa de seu programa de enriquecimento de urânio. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.