Petróleo sobe após testar piso

Os contratos futuros de petróleo fecharam em leve alta na New York Mercantile Exchange (Nymex), com o mercado se consolidando após várias sessões de muita volatilidade, disseram analistas. Os futuros de petróleo testaram o suporte entre US$ 65,25-US$ 64,89 o barril e como não ocorreu uma seqüência na baixa, os preços se recuperaram, romperam a resistência em US$ 66,65 e atingiram a máxima de US$ 66,90 o barril. O breve movimento de alta ocorreu em meio a um volume relativamente baixo, com pequenos traders ajustando posições ou cobrindo posições vendidas a descoberto ou abrindo contratos comprados. Contudo, no final da sessão, o volume aumentou e somou quase 240 mil contratos negociados. Na Nymex, os contratos de petróleo para março fecharam em US$ 66,26 o barril, alta de US$ 0,41 (0,62%); a mínima foi de US$ 65,55 e a máxima de US$ 66,90. Os contratos de gasolina para fevereiro subiram 197 pontos (1,18%), para US$ 1,6843 o galão. Em Londres, no sistema eletrônico da ICE Futures, os contratos de petróleo Brent para março fecharam em US$ 64,92 o barril, alta de US$ 0,69. A mínima foi de US$ 63,96 e a máxima de US$ 65,51.

Agencia Estado,

26 de janeiro de 2006 | 19h50

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.