Petróleo sobe após três sessões de queda

Contratos não caíram abaixo do nível técnico de US$ 80,50 por barril ontem, o que estimula recuperação dos preços

Danielle Chaves, da, Agência Estado

20 de abril de 2010 | 11h03

Os contratos futuros de petróleo se recuperaram nesta manhã, depois de três dias de declínios e no dia em que expira o vencimento em maio. Às 11h05 (de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em maio negociado em Nova York subia 1,67%, para US$ 82,81 por barril, e o contrato futuro do petróleo tipo Brent com vencimento em junho negociado em Londres subia 0,78%, para US$ 84,89 por barril. Nos últimos três dias, o petróleo caiu 5,1%, para seus níveis mais baixos desde 26 de março. No entanto, os contratos não caíram abaixo do nível técnico de US$ 80,50 por barril ontem, o que estimulou uma recuperação dos preços.

O caos aéreo na Europa prossegue e está eliminando cerca de 1 milhão de barris por dia em demanda por combustível de aviação. No entanto, alguns voos já começaram a ser retomados. Enquanto isso, as notícias sobre o Goldman Sachs continuam chamando a atenção. O banco de investimento anunciou hoje um lucro maior do que o esperado no primeiro trimestre deste ano, depois de ter sido acusado por fraude pela Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários dos EUA) na sexta-feira.

Tony Rosado, corretor da GA Global Markets, observou que o esperado aumento dos estoques de petróleo bruto vai continuar pressionando o mercado. Hoje o instituto privado American Petroleum Institute (API) divulga seu relatório sobre os estoques nos EUA, às 17h30 (de Brasília). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.