Petróleo sobe com decisão dos EUA sobre exportação

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em alta nesta quarta-feira, 25, após a notícia de que os EUA vão permitir exportações de parte de seu condensado.

STEFÂNIA AKEL, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Agência Estado

25 de junho de 2014 | 16h41

O contrato do petróleo para agosto avançou US$ 0,47 (0,44%), fechando a US$ 106,50 por barril. O contrato do Brent para o mesmo mês, por sua vez, teve queda de US$ 0,46 (0,4%), fechando a US$ 114,00 por barril na ICE.

Segundo analistas, a decisão dos EUA pode levar a um alívio maior da proibição de exportação do país. Em grande parte, as exportações de petróleo bruto são proibidas desde a década de 1970, mas os produtores pressionam pelo fim da proibição, na medida em que a produção americana continua a crescer.

Os preços do petróleo chegaram a cair mais cedo, logo após a informação de que os estoques da commodity nos EUA tiveram aumento de 1,742 milhão de barris na semana encerrada em 20 de junho, contrariando a previsão de analistas, de queda de 1,2 milhão de barris.

Tudo o que sabemos sobre:
Petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.