Petróleo sobe com relatórios sobre estoques

Os contratos futuros do petróleo reagiram em alta à divulgação dos dados sobre os níveis dos estoques norte-americanos de destilados e gasolina, os quais caíram mais do que os analistas esperavam. Às 13h45 (de Brasília), o contrato de abril subia 0,47% para US$ 60,35 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex). Na plataforma ICE, de Londres, o contrato avançava 0,94% para US$ 59,91 o barril. Os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo combustível para calefação, recuaram 5 milhões de barris na semana passada, para 128,3 milhões de barris, informou o Departamento de Energia dos EUA (DOE). A estimativa para os estoques de destilados era queda de 2,8 milhões. Os estoques de gasolina cederam 3,1 milhões de barris na semana passada, para 222,1 milhões de barris. A expectativa era aumento de 100 mil barris. Os estoques de petróleo subiram 3,7 milhões de barris, contra previsão de aumento de 700 mil. O DOE divulgou também os níveis de gás natural, os quais caíram 223 bilhões de pés cúbicos, abaixo da estimativa de retração de 230 bilhões de pés cúbicos. Inicialmente, os contratos futuros caíram, mas depois acompanharam os ganhos do resto do complexo. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.