Petróleo sobe e Brent supera nível de US$ 100 o barril

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em alta nesta segunda-feira, 22, com o petróleo do tipo Brent voltando a ser negociado acima de US$ 100 o barril pela primeira vez em uma semana. Os preços continuaram a recuperação iniciada nas últimas duas sessões, após uma queda acumulada de 3% na semana passada.

Agencia Estado

22 de abril de 2013 | 16h56

O contrato de petróleo para maio, que venceu neste pregão, ganhou US$ 0,75 (0,85%) e encerrou a US$ 88,76 o barril na Nymex. O contrato para junho, o mais negociado, subiu US$ 0,92 (1,04%), para US$ 89,19 o barril.

Na plataforma eletrônica ICE, o barril de petróleo do tipo Brent para maio avançou US$ 0,74 (0,74%), finalizando a US$ 100,39.

Sinais de uma demanda fraca por petróleo têm pesado sobre os preços da commodity nos últimos meses, após a redução nas perspectivas de demanda da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e da Administração de Informação de Energia (EIA, na sigla em inglês), órgão do Departamento de Energia (DoE) do governo dos EUA. Uma série de analistas de Wall Street também reduziram suas previsões para os preços do petróleo, citando demanda fraca.

No entanto, os preços do petróleo parecem ter chegado no piso, segundo analistas. Além disso, a provável retomada na demanda das refinarias europeias, à medida que saem do período de manutenção, também pode dar suporte aos preços.

"Vimos o petróleo sob muita pressão nas duas últimas semanas e acredito que as pessoas estão entrando no mercado à procura de pechinchas", disse Andy Lipow, presidente da Lipow Oil Associates.

Os preços do petróleo despencaram 9,4% desde o fim de janeiro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.