Petróleo sobe enquanto espera relatório dos EUA

Os contratos futuros de petróleo operam em alta nesta sexta-feira, 8, enquanto o mercado digere as informações de quinta-feira, 7, e espera números importantes que serão divulgados ainda hoje. O relatório de emprego dos EUA, um indicador crucial sobre a saúde da economia norte-americana, deve ser publicado às 11h30 (pelo horário de Brasília).

Agencia Estado

08 de novembro de 2013 | 10h45

"A fraqueza no mercado de petróleo brent, a principal referência global de petróleo bruto, tem sido bastante intensa nos últimos dias e levanta a questão sobre o que realmente mudou desde que os preços dispararam para US$ 117 por barril no final de agosto", escreveram analistas do JBC Energy Markets em uma nota a clientes. Os fundamentos de oferta e demanda são o motor, escreveram ao citar a manutenção de refinarias, o que leva a uma demanda menor por petróleo bruto, e melhorias na situação da oferta global.

Perguntado para onde vai o preço do contrato futuro do petróleo brent, Tamas Varga, da PVM, disse: "Eu acho que mais para baixo."

O preço do contrato caiu no mês passado, de mais de US$ 110 por barril, para bem abaixo de US$ 104 nesta sexta-feira. "Ontem, tivemos o corte da taxa do BCE Banco Central Europeu, e como resultado, o euro se enfraqueceu, mas o dólar se fortaleceu", disse Varga.

"Muitas vezes, a força do dólar leva à queda de preços para o petróleo", disse ele, uma vez que o produto é cotado em dólares e torna-se relativamente mais caro para os compradores internacionais, quando a moeda dos EUA se fortalece.

Varga sugeriu que o petróleo iraniano poderá voltar no mercado "no próximo ano", se as negociações em curso entre o Irã, os EUA e outros países sobre seu programa nuclear tiver um resultado positivo. Isso também poderia inundar um mercado já cheio.

Às 10h05 (de Brasília), o petróleo para dezembro avançava 0,06% na Nymex, a US$ 94,26 por barril. Já o brent com vencimento para o mesmo mês tinha alta de 0,42%, a US$ 103,89 por barril, na plataforma eletrônica ICE. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoEUAemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.