Petróleo sobe guiado por bolsas dos EUA

Às 12h15 (de Brasília), os contratos com entrega para agosto subiam US$ 1,06, ou 1,38%, para US$ 77,07 o barril

Álvaro Campos, da Agência Estado,

19 de julho de 2010 | 12h26

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) operam em alta influenciados pelas bolsas norte-americanas, que também registram ganhos, compensando assim as perdas da semana passada.

 

Às 12h15 (de Brasília), os contratos com entrega para agosto subiam US$ 1,06, ou 1,38%, para US$ 77,07 o barril, após atingirem uma máxima de US$ 77,69 na Nymex. Na plataforma ICE, o petróleo do tipo Brent com entrega para setembro era negociado em alta de US$ 1,07, ou 1,42%, a US$ 76,44 o barril.

 

Os futuros de petróleo estão subindo em linha com o comportamento do mercado de ações, que têm guiado o preço da commodity há várias semanas, com os traders tentando analisar o ritmo da recuperação econômica. O índice Dow Jones

chegou a subir 73 pontos, para 10.170 pontos, embora tenha cedido partes desses ganhos, registrando alta de 11,35 pontos, a 10.109,85 pontos às 12h10.

 

O petróleo permanece dentro da faixa entre US$ 70 e US$ 80 o barril, com dados econômicos divergentes e indicadores da demanda futura pela commodity deixando os traders cautelosos em se aventurarem fora desses limites estreitos. Hoje os futuros podem testar a média dos últimos 200 dias, de US$ 77,48, que se tornou um ponto de resistência.

 

Na última quarta-feira, o petróleo chegou a ser negociado brevemente acima da média de 200 dias, chegando a US$ 78,15, antes de cair de novo para abaixo desse nível.

 

"Nós estamos chegando hoje a níveis onde não conseguimos chegar anteriormente", disse Andy LeBow, da MF Global. Agora, segundo ele, os traders estão observando e esperando para ver se os preços podem subir ainda mais.

 

Os ganhos dessa segunda-feira no mercado do petróleo estão compensando a queda de sexta-feira, que havia sido causada pelas perdas nas bolsas e por uma pesquisa que mostrou que o sentimento do consumidor caiu fortemente nos EUA.

 

Com poucos indicadores econômicos para guiarem os preços do petróleo hoje, analistas dizem que o mercado da commodity deve se focar nas bolsas como um guia para a demanda futura. "Nós estamos sendo empurrados para direções divergentes", disse Phil Flynn, analista da PFG Best. "Sem nenhum dado importante, nós vamos seguir as bolsas". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleonymex

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.