Petróleo supera US$ 61 por Opep e Coréia do Norte

O preço do petróleo subiu mais de US$ 1, superando US$ 61 o barril, em meio à expectativa de que a Opep poderá anunciar um acordo para cortar sua produção. O movimento de alta também é provocado pela notícia de que a Coréia do Norte realizou um teste nuclear. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, informou hoje que a atitude terá resposta da comunidade internacional. Por volta das 12h10 (de Brasília), o contrato futuro de petróleo com vencimento em novembro, que serve de referência ao mercado, era cotado a US$ 60,73, com alta de 1,61% na New York Mercantile Exchange (Nymex). Durante as transações, o barril chegou a ser cotado a US$ 61,04. Na ICE, em Londres, o contrato do petróleo tipo Brent para novembro subia 2,02% para US$ 61,04. As informações são da agências Dow Jones.

Agencia Estado,

09 de outubro de 2006 | 12h21

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.