Petróleo tem forte queda antes de relatório de estoques

Os futuros de petróleo negociados em Nova York encerraram o pregão na maior queda em um dia desde o início do ano influenciado pelo temor de um aumento dos estoques da commodity nos Estados Unidos e pelo vencimento dos contratos referentes ao mês de maio.

MATEUS FAGUNDES, Agencia Estado

22 de abril de 2014 | 17h12

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo para maio fechou em queda de US$ 2,24 (2,15%), a 102,13 por barril. O petróleo para junho, que passa a ser o contrato mais negociado, recuou US$ 1,90 (1,83%), encerrando a US$ 101,75 por barril.

Em Londres, na IntercontinentalExchange (ICE), o petróleo para junho fechou em queda de US$ 0,68 (0,62%), a US$ 109,27 por barril.

Os investidores aguardam a divulgação dos estoques do petróleo da American Petroleum Institute (API, uma associação de refinarias), previsto para o final da tarde de hoje. A expectativa no mercado é de que o relatório registre um aumento da quantidade da commodity estocada, o que poderia indicar uma diminuição da demanda norte-americana em meio ao aumento das temperaturas.

"Os investidores estão se posicionando antes do relatório da API", disse o analista da Tyche Capital Advisors Tariq Zahir.

O analista atribuiu ainda ao vencimento dos contratos de maio a forte volatilidade dos preços da commodity. "No geral, os fundamento do petróleo são fracos e por isso os preços caíram bastante", afirmou Zahir.(Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.