Petróleo tem leve alta com anúncio oficial da Opep

Os contratos futuros de petróleo Brent na plataforma eletrônica ICE, em Londres, operam em leve alta, com o mercado tentando avaliar o real impacto do anúncio de que a produção do produto será cortada em 1 milhão de barris/dia, feito pelo presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Edmund Daukoru. Às 9h20 (de Brasília), o contrato para novembro do Brent subia 0,34% para US$ 59,58. Na Bolsa Mercantil de Nova York (New York Mercantile Exchange), o contrato para novembro estava em alta de 0,21%, em US$ 58,64, no pregão eletrônico. O recuo dos preços nos últimos dias vinha sendo atribuído ao anúncio oficial de um corte pela Opep. Mas, por causa de recentes declarações de vários membros da Opep, os investidores continuam relutantes em acreditar num corte efetivo, apesar das declarações do presidente da Opep. A demora no anúncio oficial levou participantes do mercado a duvidarem de que o corte seja implementado na prática e esta análise foi reforçada pelo relatório da Agência Internacional de Energia, divulgado esta manhã. A agência disse que o mercado ficará perto do equilíbrio nos próximos seis meses e, por isso, acredita que a necessidade de um corte da produção não é essencial. Além de acompanhar a Opep, o mercado está monitorando a situação na Coréia do Norte, sobre a realização de testes nucleares. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2006 | 09h23

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.