Petróleo tem menor nível desde junho por estoques altos

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam no menor nível desde junho nesta quarta-feira, 30, abaixo de US$ 97 por barril, após dados mostrarem que os estoques dos Estados Unidos subiram pela sexta semana seguida.

Agencia Estado

30 de outubro de 2013 | 17h53

O contrato de petróleo mais negociado, com entrega para novembro, perdeu US$ 1,43 (1,44%), fechando a US$ 96,77 o barril, patamar mais baixo desde 28 de junho.

Na plataforma eletrônica ICE, o barril de petróleo do tipo Brent para dezembro avançou US$ 0,85 (0,77%), para US$ 109,86. O Brent avançou com os problemas na produção de petróleo da Líbia. O nível de produção no país caiu para menos de 300 mil barris por dia, cerca de 1 milhão de barris por dia a menos que a média.

Os estoques de petróleo bruto dos EUA subiram 4,087 milhões de barris na semana encerrada em 25 de outubro, para 383,871 milhões de barris, segundo informou hoje o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) do governo norte-americano. A previsão era uma alta de 2,2 milhões de barris. "Simplesmente existe muito petróleo por aí", disse Kyle Cooper, analista da IAF Advisors.

A decisão do Federal Reserve de manter o ritmo de estímulos à economia não impulsionou os preços do petróleo, uma vez que isso era esperada. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.