Petróleo termina abaixo de US$ 70, com menos furacões

Os contratos futuros de petróleo caíram para menos de US$ 70 por barril, tanto na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), que fechou mais cedo, devido ao feriado da próxima segunda-feira nos EUA (Dia do Trabalho), como na Bolsa Intercontinental (ICE, de Londres). O mercado reagiu ao informe da respeitada Universidade do Estado de Colorado, que reduziu suas previsões de furacões neste ano no Atlântico. O relatório diz que deverão acontecer cinco furacões na bacia do Atlântico em 2007, dois deles de grande intensidade. A previsão anterior do mesmo instituto, feita há um mês, era de sete furacões na atual temporada. "O informe sobre furacões está influenciando os preços. Qualquer redução na ameaça de furacões afeta os preços do petróleo bruto, porque há muita produção no Golfo do México", comentou Aaron Kildow, da Prudential Financial. Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para outubro fecharam a US$ 69,19 por barril, em queda de 1,52% (US$ 1,07). A mínima foi em US$ 69,01 e a máxima em US$ 70,66. No sistema eletrônico da ICE, os contratos do petróleo Brent para outubro fecharam a US$ 69,20 por barril, em queda de 1,49% (US$ 1,05), com mínima em US$ 68,96 e máxima em US$ 70,66. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

01 de setembro de 2006 | 17h26

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.