Petróleo termina em alta com greve na Nigéria

Os contratos futuros de petróleo fecharam em leve alta na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) e na Bolsa Intercontinental (ICE, em Londres). Os preços do petróleo haviam voltado a recuar pela manhã, em reação aos dados de estoques nos EUA na semana passada, mas passaram a subir à tarde, em reação aos informes sobre uma greve de trabalhadores do setor na Nigéria - a confirmação da greve saiu somente depois do fechamento. "A possibilidade de greve na Nigéria assustou o mercado, mas a maior parte dos ganhos do fim da sessão foi por razões técnicas. Tínhamos bom suporte nos US$ 68,65 por barril", comentou o operador Don Luke, da Fimat. Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para outubro fecharam a US$ 70,03 por barril, em alta de US$ 0,32 (0,46%); a mínima foi em US$ 68,65 e a máxima em US$ 70,25. Na ICE, os contratos do petróleo Brent para outubro fecharam a US$ 70,18 por barril, em alta de US$ 0,32, com mínima em US$ 68,82 e máxima em US$ 70,52. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

30 de agosto de 2006 | 17h17

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.