Petróleo termina em alta por sinais na demanda da China

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em alta nesta quinta-feira, 22, após dados positivos da China melhorarem a perspectiva da demanda pela commodity.

Agencia Estado

22 de agosto de 2013 | 16h45

O contrato de petróleo mais negociado, com entrega para outubro, subiu US$ 1,18 (1,1%) e encerrou a US$ 105,03 o barril. Na plataforma eletrônica ICE, o barril de petróleo do tipo Brent avançou US$ 0,09 (0,08%), terminando a sessão a US$ 109,90.

Em agosto, o índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da China subiu para 50,1, nível mais alto em quatro meses. Em julho, estava em 47,7. Além da reação do indicador, o número mostra que o setor manufatureiro chinês voltou ao campo do crescimento, já que leituras acima de 50 indicam expansão da atividade.

Segundo um relatório da Platts divulgado mais cedo, a demanda da China por petróleo aumentou 6,6% em julho, para uma média de 9,82 milhões de barris por dia, na comparação com o mesmo mês de 2012. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.