Petróleo termina em baixa com banco central dos EUA

Contrato para entrega em novembo encerrou em queda de 1,15%, negociado a US$ 85,92 na Nymex

Renan Carreira,

21 de setembro de 2011 | 18h08

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda hoje após o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) anunciar seus planos para estimular a frágil economia americana. O Fed afirmou que vai aumentar a fatia de Treasuries de longo prazo de sua carteira em US$ 400 bilhões até junho de 2012, num esforço para tornar o crédito mais barato e impulsionar os gastos e os investimentos.

O contrato do petróleo para entrega em novembro encerrou a sessão hoje em queda de US$ 1,00 (1,15%), negociado a US$ 85,92 na New York Mercantile Exchange (Nymex). Na plataforma eletrônica ICE, o Brent caiu US$ 0,18 (0,16%), fechando em US$ 110,36, nos contratos de novembro.

Analistas estão divergindo sobre qual impacto no longo prazo, se houver, o afrouxamento quantitativo vai causar nos preços do petróleo. Alguns atribuem os aumentos nos preços do petróleo às medidas anteriores também de afrouxamento quantitativo do Fed. Outros, no entanto, dizem que há muitas variáveis envolvidas para calcular os efeitos de modo preciso.

Foi um dia volátil para os preços do petróleo. O mercado abriu o dia em baixa e depois subiu baseado em notícias de que os estoques de petróleo caíram mais do que o esperado. Depois, os preços voltaram a cair após o anúncio do Fed e continuaram assim até o fim do dia.

Analistas disseram que o declínio no fim hoje pode ser atribuído à alta do dólar e à mensagem negativa do Fed, que registrou, em seu comunicado, "fraqueza contínua nas condições do mercado de trabalho". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoNymexFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.