Petróleo termina o dia abaixo de US$ 61 por barril

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) e na Bolsa Intercontinental (ICE, de Londres). Segundo operadores, persiste no mercado o sentimento de que os preços cairão ainda mais antes que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) veja-se obrigada a reduzir sua produção. "Se o mercado mostra uma queda dessas numa tarde de sexta-feira, o impulso tende a persistir no começo da semana seguinte. Por si só, o mercado deverá continuar a cair até que a Opep decida fazer alguma coisa", comentou Pete Donovan, da Vantage Trading. Referindo-se à Opep, o analista Tim Evans, do Citigroup, observou que "simplesmente não há consenso dentro do cartel para mudar a produção ou as cotas. Eu diria que a falta de um acordo sólido na Opep sobre como e quando reduzir a produção é um fator inerentemente baixista". Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para novembro fecharam a US$ 60,55 por barril, em queda de US$ 1,04, ou 1,69%; a mínima foi em US$ 60,19 e a máxima em US$ 62,26. Na ICE, os contratos do petróleo Brent para novembro fecharam a US$ 60,41 por barril, em queda de US$ 0,93, ou 1,52%, com mínima em US$ 60,15 e máxima em US$ 62,03. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

22 de setembro de 2006 | 17h38

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.