Petróleo tipo brent alcança maior valor em um mês

Mercado foca nas negociações com o Irã em torno da questão do enriquecimento de urânio, que causa controvérsias no Ocidente

22 de novembro de 2013 | 09h13

Os contratos futuros de petróleo operam em direções divergentes nesta sexta-feira, 22. Enquanto a commodity negociada na Nymex tinha queda, o petróleo brent era negociado no nível mais alto em um mês com foco nas negociações com o Irã.

O Irã continuou a ser um dos principais focos de atenção entre os agentes do mercado. As negociações entre a república islâmica e seis potências mundiais prosseguem hoje. As conversas com o Irã podem levar à revogação de sanções contra o país, que haviam sido impostas devido ao enriquecimento de urânio de Teerã.

Se o petróleo bruto do Irã voltar para o mercado no próximo ano, repercussões negativas para o preço do brent poderão ser observadas. Contudo, a JBC Energy Markets ressaltou que nem todos os países pararam de importar petróleo iraniano nos últimos 18 meses. A China estava entre aqueles que continuaram comprando a commodity mas em um ritmo muito mais baixo no mês passado.

"As importações chinesas de petróleo iraniano foram reduzidas drasticamente em outubro - uma queda de 47% na comparação mensal", escreveram em uma nota a clientes.

A redução de importação pode ser considerada como um movimento para garantir condições mais favoráveis para os preços no ano que vem, "algo que temos visto em anos anteriores", disse a JBC.

Nos EUA, dados de emprego melhores do que o esperado, divulgados na quinta-feira, 21, podem ter mostrado uma certa recuperação para a economia e ajudaram o contrato do petróleo na Nymex a fechar em alta. Mas a corretora PVM ressaltou que todos os sinais de recuperação no momento são parcialmente contrabalançados por temores de que o apoio do Federal Reserve para a economia será reduzido quando o crescimento retornar de maneira sustentável.

Às 9h04 (pelo horário de Brasília), o contrato de petróleo para janeiro na Nymex caía 0,28%, a US$ 95,17 por barril. Em Londres, o petróleo brent para janeiro tinha alta de 0,23%, a US$ 110,35 por barril na ICE. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoEUAIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.