Prazo de aviso sobre ações da Petrobrás vai até amanhã

Corretora de valores deve enviar um comunicado - por telefone, e-mail ou carta - confirmando ou não a compra

Agência Estado,

27 de setembro de 2010 | 09h44

Os investidores que fizeram reservas de ações da capitalização da Petrobrás devem receber até o fim do dia de amanhã um comunicado - por telefone, e-mail ou carta - da corretora de valores confirmando ou não a compra. Basicamente, a efetivação das compras depende do preço definido pela estatal para cada papel e do valor que o investidor disse que estava disposto a pagar no momento da reserva - regra determinada no prospecto da capitalização.

Cada ação da companhia será negociada na capitalização por R$ 29,65 o papel ON (ordinário, com direito a voto) e R$ 26,30 o PN (preferencial, sem voto). Esses preços correspondem a deságios de 2% sobre o fechamento da ação ON (R$ 30,25) e de 1,8% sobre o da PN (R$ 26,80) na última quinta-feira.

Na prática, isso quer dizer que, se no momento da reserva das ações o investidor disse que estava disposto a pagar R$ 25 por papel PN (valor inferior ao definido pelo conselho da Petrobras), a compra não será efetivada. Por outro lado, se o investidor se dispôs a pagar R$ 27 (valor mais alto que o divulgado pela estatal), ele automaticamente vai adquirir mais ações que o inicialmente previsto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.