Preço do petróleo cai junto com contratos de metais

Os preços dos contratos futuros de petróleo operam em baixa nesta sexta-feira na New York Mercantile Exchange (Nymex), dando continuidade à trajetória observada em todos os dias desta semana, menos ontem. O aumento dos estoques e a decisão da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) de manter suas cotas de produção ofuscaram as preocupações com o programa nuclear do Irã e os conflitos na Nigéria. As perdas dos contratos acentuaram-se nas negociações eletrônicas logo após a divulgação do aumento da taxa de desemprego norte-americana para 4,8% em fevereiro, de 4,7% de janeiro. Embora o Departamento de Trabalho dos EUA também tenha anunciado um grande aumento do número de novas vagas, "a taxa de desemprego em alta deixou as pessoas preocupadas", segundo um operador. "Há uma percepção de que a economia possa não estar tão forte quanto pensávamos e isso se reflete sobre a demanda de contratos futuros do complexo de energia", acrescentou. O analista Chris McCormack, do ABN Amro, chamou atenção para o fato de que a queda dos preços do petróleo ocorre em meio a uma onda de vendas de commodities, como ouro e prata. A leve alta dos preços ontem, disse ele, resultou mais de um movimento de correção. Às 13h, o contrato de petróleo bruto para abril era negociado em baixa de 0,36%, a US$ 60,25 o barril. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.