Presidente da Airbus pede demissão, diz jornal alemão

O presidente da fabricante européia de aviões Airbus, Christian Streiff, pediu demissão e a cúpula da empresa já está em busca de um substituto, afirma o jornal alemão Frankfurter Allgemeine em sua edição que circula hoje.De acordo com a publicação, Streiff acha que não há "base de confiança" suficiente entre ele e o conselho de acompanhamento do consórcio aeroespacial e de defesa EADS, que controla a Airbus. Por essa razão, ele teria apresentado sua demissão na semana passada.O grupo EADS aceitou sua renúncia, acrescenta o Frankfurter Allgemeine, embora ainda não a tenha anunciado oficialmente. Faz dias que os órgãos de imprensa alemães, franceses e britânicos vêm analisado uma possível saída de Streiff, em conseqüência da crise vivida pela Airbus e de sua queda-de-braço com a direção da EADS. O estopim da crise foi o anúncio, na última terça-feira, de um novo adiamento de um ano nas entregas do avião A380, o que terá um forte impacto nas contas do grupo EADS.Ontem, o primeiro-ministro da França, Dominique de Villepin, disse que "não há razão alguma" para que o presidente da Airbus se demita. Em um programas da TV francesa, Villepin disse que Streiff está realizando "um trabalho importante" para conduzir a empresa ao caminho da recuperação."Queremos dar-lhe (a Streiff) os meios para tirar a Airbus da crise", destacou Villepin. A Airbus emprega cerca de 50 mil pessoas na França, na Alemanha, no Reino Unido e na Espanha. As informações são de agências internacionais.

Agencia Estado,

09 de outubro de 2006 | 08h47

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.