Primeira reação à decisão do FED: dólar bate a mínima e Bovespa a máxima

A primeira reação do mercado financeiro à decisão do Comitê de Mercado Aberto dos Estados Unidos (Fomc, na sigla em inglês) foi positiva, embora o comunicado do encontro não tenha sinalizado os próximos passos da política monetária. A manutenção da taxa básica de juros em 5,25% era aposta majoritária, mas não consensual, entre investidores. Às 15h21, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) apresentava alta de 0,98%, aos 38.065 pontos, depois de atingir a mínima de -0,26%. A pontuação máxima, de 38.081 (+1,02%), foi atingida justamente no momento da divulgação da decisão do Fomc. No mesmo horário, o dólar comercial era negociado a R$ 2,18, com perda de 0,23%, depois de bater a mínima cotação do dia, de R$ 2,179 no instante da divulgação da notícia. O índice Dow Jones operava, também às 15h21 (de Brasília), em alta de 0,34%, enquanto o índice Nasdaq, da Bolsa eletrônica, subia 0,18%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.