Promoção de Natal deve elevar vendas do Extra em 30%

A necessidade de incrementar o fluxo de pessoas nas lojas para contrapor-se à queda de receita registrada neste ano, verificada no segmento supermercadista em geral, fez o grupo Pão de Açúcar antecipar as ações voltadas para as vendas de Natal. A estratégia para a data terá início neste final de semana, na bandeira de hipermercados Extra. Todas as unidades da rede permanecerão abertas amanhã e fecharão apenas no domingo à meia-noite, dia 29, num total de 72 horas de funcionamento ininterrupto. "Queremos gerar um processo de antecipação das compras de Natal. O momento é bom. Tem oferta de produtos no mercado pela indústria maior que no ano passado", afirmou o diretor do Extra Luiz Carlos Costa. A expectativa do grupo é de que as vendas em geral do Extra tenham um aumento de 30% no período, em relação a um final de semana considerado normal. Para o movimento de consumidores nas lojas, a previsão da empresa é um crescimento de cerca de 40%, favorecido pela permanência das pessoas nas cidades, devido ao segundo turno da eleição, no próximo domingo. A expectativa de expansão no volume de venda está baseada nas promoções. Segundo o Extra, alguns produtos estarão com preços até 70% inferiores aos praticados normalmente pela empresa. Toda a linha de brinquedos, por exemplo, terá 30% de desconto. As ofertas estarão disponíveis na internet e incluirão também categorias como têxtil, decoração e eletroeletrônicos.Segundo a diretora Comercial de Eletroeletrônicos do grupo, Rita Bellizia, essa categoria deverá registrar um aumento de 70% na receita no período da promoção, em relação a um final de semana comum. Para a empresa, o período poderá gerar o melhor resultado da rede na área de eletroeletrônicos em 2006. No Natal, a expectativa é que essa categoria apresente crescimento de 56%, comparado ao mesmo intervalo de 2005. A área, tradicionalmente, é responsável por vendas elevadas no final de ano. De acordo com a executiva, o aumento deste ano será superior ao verificado no ano anterior, porcentual não informado pela empresa. Segundo o diretor Costa, o Extra terá, com a antecipação, a chance de conquistar clientes que fariam compras nas empresas concorrentes. Ele avalia também que o consumidor ainda tem condições de se endividar. Para facilitar a compra, a rede está trabalhando com prazos de pagamentos mais longos, com início previsto para 2007. A abertura de lojas do Extra por 24 horas já foi realizada pela rede, mas apenas em período próximo ao Natal. Em 2005, a bandeira manteve as unidades em funcionamento ininterruptamente desde o dia 10 de dezembro. Neste ano, os hipermercados deverão permanecer abertos por volta do dia 9 do mês até o dia 24 de dezembro. O grupo não informou qual a expectativa do aumento de vendas para o Natal. Na área de não-alimentos, no entanto, a previsão é uma alta de 30% na receita, em relação ao mesmo período do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.