Ptax e leilão do BC pautarão mercado de dólar

Em dia de formação de Ptax, estrangeiros com posições comprada e vendida medirão 'forças' para definir caminho da moeda

Fernando Travaglini, da Agência Estado,

29 de novembro de 2013 | 09h57

O pregão desta sexta-feira, 29, começou com forte volatilidade. Os operadores de câmbio concentram suas fichas nos fechamentos intermediários da Ptax, sendo o primeiro às 10 horas, já que hoje é dia de definição da taxa para o mês, que serve de referência para a rolagem dos contratos no mercado de derivativo. Os estrangeiros, com posição "comprada" no mercado futuro, pressionam a cotação para cima, enquanto os "vendidos" têm interesse em uma taxa mais desvalorizada.

Há ainda a expectativa pelo leilão de linha do Banco Central, que será realizado a partir das 11h15, e que também usa a Ptax, das 11 horas, como base. O volume ofertado será de US$ 1 bilhão. Por volta das 9h45, o dólar à vista no balcão estava em R$ 2,3210 (+0,09%), após abrir em leve baixa.

Os investidores olham ainda para os dados das contas públicas. Após um resultado do Governo Central abaixo do esperado divulgado na quinta-feira, 28, os analistas estimam que o superávit primário consolidado do setor público (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção da Petrobras e Eletrobrás) ficará entre R$ 5,7 bilhões a R$ 9,6 bilhões em outubro. Qualquer número fora desse escopo trará pressões para o mercado.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarPtax

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.