Puxada por Vale, Bovespa fecha em alta de 3,16%

Ações da mineradora sobem mais de 6% e fazem com que Ibovespa de 60 mil para 62 mil pontos

Claudia Violante, da, Agência Estado

27 de maio de 2010 | 17h29

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) acompanhou hoje o bom humor externo e subiu mais de 3%, saltando de uma só vez dos 60 mil para os 62 mil pontos. As ações da Vale puxaram o desempenho da Bolsa, embora as altas tenham sido generalizadas: apenas dez ações fecharam em queda.

Ao fim do pregão, o índice Bovespa (Ibovespa) registrou alta de 3,16%, para 62.091,77 pontos. Na pontuação mínima do dia, o indicador atingiu 60.189 pontos (estável) e, na máxima, 62.262 pontos (alta de 3,44%). Com o resultado de hoje, as perdas acumuladas em maio recuaram para 8,05%. Em 2010, a Bovespa acumula queda de 9,47%. O giro financeiro do dia totalizou R$ 6,653 bilhões. Os dados são preliminares.

Hoje, o desmentido da China sobre o destino de suas reservas em euro, o corte no orçamentário da Espanha e os preços atrativos das ações levaram os investidores às compras. O dia já amanheceu no Ocidente com a informação de que a China desmentiu a informação de que estaria revendo suas posições em bônus de países europeus.

Segundo o órgão regulador de câmbio da China, a Europa seguirá como um dos principais mercados para investimento das reservas internacionais. Mais cedo, o parlamento Espanhol anunciou um corte de mais 15 bilhões de euros (US$ 18,4 bilhões) no orçamento deste ano e do próximo. Como resultado, o euro subiu e impulsionou as commodities (matérias-primas), favorecendo as ações de empresas ligadas a elas.

No Brasil, as ações ordinárias da Vale avançaram 6,31%, enquanto as preferenciais subiram 6,29%. Os papéis ordinários da Petrobras subiram 3,19% e os preferenciais avançaram 2,81%.

Na direção contrária, as ações da BM&FBovespa chamaram a atenção. Mesmo com a notícia da obtenção do rating grau de investimento pela agência Moody´s, os papéis fecharam em queda de 2,21%. Segundo analistas, a desvalorização ocorreu em um movimento de realização de lucros, já que no pregão de ontem os papéis avançaram 11,11%.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesBovespaValefechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.