Queda do petróleo favorece Bolsa de NY

O mercado norte-americano de ações fechou com os principais índices em direções divergentes. O Dow Jones fechou em alta modesta, reagindo à baixa dos preços do petróleo. O Nasdaq fechou em leve queda, pressionado pelo desempenho fraco das ações da Google. "Os dados dos estoques de petróleo na semana passada ajudaram o mercado a virar, porque mostraram uma recuperação dos estoques, e os preços do petróleo caíram", comentou o operador Peter McCorry, da Keefe, Bruuyette & Woods. Entre os destaques do pregão, estiveram as ações do NYSE Group, formado ontem com a conclusão da aquisição da Archipelago pela Bolsa de Nova York (NYSE). Em seu dia de estréia, as ações do grupo subiram 24%. As ações da Google caíram 2,9%, depois de a empresa revelar acidentalmente suas metas financeiras para 2006. Entre as componentes do Dow, as ações da Microsoft subiram 0,7%, devido à expectativa positiva em relação ao lançamento de novos produtos pela empresa; as da IBM avançaram 1,06%. O índice Dow Jones fechou em alta de 25,05 pontos (0,23%), em 11.005,74 pontos. A mínima foi em 10.922,73 pontos e a máxima em 11.026,71 pontos. O Nasdaq fechou em baixa de 0,92 ponto (0,04%), em 2.267,46 pontos, com mínima em 2.248,65 pontos e máxima em 2.275,13 pontos. O Standard & Poor's-500 (que reúne as 500 ações mais negociadas) subiu 2,73 pontos (0,21%), para 1.278,61 pontos. O NYSE Composite subiu 8,73 pontos (0,11%), para 8.026,09 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 1,771 bilhão de ações, de 1,668 bilhão ontem; 1.635 ações subiram, 1.661 caíram e 162 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,149 bilhão de ações negociadas, com 1.441 ações fechando em alta e 1.579 em queda. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.