Ranking: Liquidez e alta de ações dão 6º lugar ao Bradesco

A forte valorização das ações, a liquidez e o aumento da rentabilidade sobre o patrimônio líquido foram os principais critérios que colocaram o Bradesco, maior banco privado brasileiro, na 6ª posição do Ranking Agência Estado Empresas, realizado em parceria com a Economática. A alta dos papéis foi de 118% no ano passado. Com foco na expansão do negócio de varejo e na redução de custos, o Bradesco deu um salto de resultado em 2005, passando o concorrente Itaú. O lucro foi de R$ 5,514 bilhões, o maior da história das instituições de capital aberto, com crescimento de 80,2% sobre 2004. A rentabilidade passou de 22% para 32,1%. "Os acionistas reconheceram as mudanças e ajustaram o preço das ações, que tiveram a maior alta do setor bancário na América Latina", disse o presidente da instituição, Márcio Cypriano. "Para 2006, o desafio será manter este novo patamar de rentabilidade, por meio do crescimento do crédito, das operações de seguro e da melhora da eficiência." O banco estima expansão de 25% para a carteira de empréstimos neste ano, ante 28% em 2005. "O destaque continuará com o segmento de pessoa física, tendo em vista a expectativa de crescimento da economia, do emprego e da renda", afirmou. Para incrementar os negócios com o financiamento a pessoas físicas, o banco também investe no nicho de cartões. Em março último, comprou as operações da American Express no País, por cerca de R$ 1 bilhão. No final de 2005, passou a emitir plásticos para os clientes da Casas Bahia. "Queremos atingir 3 milhões de cartões na Casas Bahia até o final do ano. Hoje são 350 mil", disse. Em relação ao índice de eficiência, Cypriano acredita que ainda é possível melhorá-lo. "O Bradesco é muito grande e, em todo o lugar que mexemos, observamos possibilidades de reduzir custos." O indicador, que mostra a relação entre despesas e receitas, melhorou trimestre a trimestre em 2005. No final do ano era de 44,8%, contra 55,5% em 2004. Quanto menor o porcentual, maior é a eficiência.

Agencia Estado,

01 de junho de 2006 | 10h39

Tudo o que sabemos sobre:
ações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.