Receita da Ericsson sobe, lucro é estável e margem cai

A Ericsson, gigante do setor de telefonia de origem sueca, obteve lucro líquido de US$ 609 milhões no primeiro trimestre deste ano, mostrando estabilidade frente ao mesmo período do ano passado. A receita líquida da empresa subiu 24,7% e atingiu US$ 5,2 bilhões, ante US$ 4,17 bilhões de igual intervalo de 2005. O desempenho foi influenciado pela aquisição da britânica Marconi. Excluído este efeito, o aumento da receita seria de 15% na comparação anual. A estabilidade no lucro diante do aumento do faturamento líquido indica que a companhia sofreu redução de margem. A margem operacional caiu de 21% para 16,8%. Segundo a empresa, a queda da margem operacional pode ser explicada pelo aumento da competição nos segmento de infra-estrutura para a tecnologia sem fio (wireless). O mercado financeiro não gostou do resultado e as ações da empresa têm queda de 2% em Nova York. A empresa explica, em comentário sobre o desempenho do período, que a perda é reflexo de novos contratos com maior proporção de serviços de substituição de redes, além de contratos de larga escala em estágio inicial e ainda da integração com a Marconi. A aquisição representou impacto negativo de US$ 53 milhões em amortizações, de janeiro a março. O fluxo de caixa do período, antes dos gastos com investimentos, ficou negativo em US$ 2,1 bilhões no primeiro trimestre. Excluídos os US$ 2,3 bilhões referentes à compra da Marconi, o fluxo ficaria positivo em US$ 198 milhões. O executivo-chefe da companhia, Carl-Henric Svanberg, afirma em nota que a aquisição da Marconi foi bem recebida pelos clientes, uma vez que a iniciativa está de acordo com os planos de convergência do setor e com as necessidades de desenvolvimento de redes IP. A Ericsson se mostra otimista em relação ao segmento de serviços, que vem sendo impulsionado pela necessidade das companhias de otimizar a infra-estrutura para reduzir custos. A empresa também mantém a aposta na área de novas redes para telefonia móvel (WCDMA/HSDPA), com a evolução dos serviços prestados pelas operadoras aos clientes. As informações são do relatório de desempenho da empresa, disponível no site www.ericsson.com.

Agencia Estado,

21 Abril 2006 | 15h31

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.