Recuperação de blue chips faz HK ter 2º recorde de alta

As Bolsas do Japão e da China não abriram devido a feriados locais. A Bolsa de Hong Kong fechou em recorde de alta pela segunda sessão seguida. O índice Hang Seng subiu 0,5%, a 20.413,39 pontos, com a recuperação de blue chips que haviam declinado em sessões anteriores. CKI Holdings, a que teve a maior perda no último ano, subiu 5%. COSCO Pacific ganhou 4%. China Unicom caiu 1,04%. Montadoras chinesas tiveram alta de preço na expectativa de fusões e aquisições no setor. Assim, Brilliance China Auto subiu 15%; Dongfeng Group, 10%; e Geely Auto ganhou 4,9%. A Bolsa de Taiwan ficou estável nesta quarta-feira. O índice Taiwan Weighted encerrou o dia em queda de 0,04%, aos 7.917,30 pontos - eliminando os ganhos obtidos na primeira parte do pregão - com a decisão dos players de realizar lucros à medida que o índice se aproxima dos 8 mil pontos. Empresas que fabricam chips de memória registraram boas performances em razão da expectativa dos resultados do quarto trimestre. ProMos subiu 2,5% e Powerchip avançou 0,7%. No mercado sul-coreano, houve fortes vendas realizadas por investidores institucionais e estrangeiros, provocadas pelas preocupações com a divulgação dos dados de dezembro da pesquisa do Instituto para Gestão de Oferta dos EUA (ISM, na sigla em inglês), do vencimento das opções de ações no mercado local e questões domésticas. Assim, o índice Kospi caiu 1,8%, aos 1.409,35 pontos, em um pregão de baixo volume de negociações. A baixa foi acentuada no final do pregão também em razão dos temores de que a China aumente suas taxas de juros. Samsung Electronics caiu 2,2% e Hyundai Engineering & Construction sofreu baixa de 3,9%. Kookmin Bank fechou 3% abaixo do valor registrado ontem e Woori Finance Holdings caiu 2,1%. No mercado filipino, o índice PSE Composto da Bolsa de Manila registrou alta de 1,5%, fechando aos 3.020,70 pontos, o melhor resultado desde 4 de abril de 1997. ?As perspectivas macroeconômicas são muito positivas, o que compõe o cenário perfeito para a manutenção da alta dos preços?, disse Jose Vistan, da AB Capital Securities. O objetivo é chegar aos 3.400 pontos durante o ano, embora as eleições nacionais e a possível retração da economia global possam resultar em sobressaltos no mercado. PLDT subiu 1,2% e Bank of Philippine Islands avançou 3,2%. Já PNOC-Energy caiu 1%, com mais realização de lucros depois da alta de 9% na última semana. Na Bolsa de Sydney, o movimento de realização de lucros reverteu os ganhos obtidos durante a primeira parte do pregão. O S&P/ASX 200 fechou aos 5.649,3 pontos, queda de 0,4%, depois de ter atingido 5.698,2 pontos durante as negociações. O volume de transações foi baixo e os dealers esperam que o mercado só volte à normalidade amanhã, quando os mercados norte-americano e japonês retomarão seus negócios. BHP Billiton caiu 0,2% e Rio Tinto teve baixa de 0,3%. Na Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, o índice composto de 100 blue chips encerrou em alta de 1,9%. A Bolsa de Cingapura fechou em alta, com o índice Strait Times ganhando 1,74%. Na Indonésia, o índice JSX Composto da Bolsa de Jacarta terminou em baixa de 0,10%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.