Recursos do fundo soberano poderão ser usados no aumento de capital do BB

 FSB é o único cotista do FIEE, que é administrado pelo BB. O FIEE tem hoje cerca de R$ 17 bilhões

Adriana Fernandes, da Agência Estado,

28 de maio de 2010 | 11h29

Os recursos do Fundo Soberano do Brasil (FSB) poderão ser utilizados na subscrição de ações no processo de aumento de capital do Banco Brasil, conforme antecipou a Agência Estado. Decreto publicado hoje no Diário Oficial da União autoriza a cessão sem ônus do direito de preferência da União para a subscrição de ações para o Fundo Fiscal de Investimentos e Estabilização (FFIE). O FFIE é o fundo de investimento no qual estão depositados os recursos do Fundo Soberano do Brasil (FSB). O FSB é o único cotista do FIEE, que é administrado pelo BB. O FIEE tem hoje cerca de R$ 17 bilhões.

 

O decreto, publicado em edição especial distribuída hoje, autoriza o aumento de capital social do Banco do Brasil, com a emissão de até 286 milhões de ações ordinárias, por meio de oferta pública de distribuição primária de ações. A autorização faz parte do processo de oferta de ações do banco, que está em andamento.

Tudo o que sabemos sobre:
banco do brasilbbfsb

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.