Refinaria pára por falta de energia e preço de óleo sobe

A Valero Energy informou nesta sexta-feira que teve de fechar sua refinaria em Aruba na noite de quarta-feira após um falha total de energia. A causa foi "uma série de falhas elétricas em cascata" na unidade no Caribe, que gera sua própria energia, disse a porta-voz da Valero, Mary Rose Brown, em nota enviada à imprensa. A refinaria não produz gasolina para consumo final. O motivo da falha elétrica está sob investigação e a situação de todas as unidades da refinaria estão sendo avaliadas. Todas as unidades de processamento foram fechadas, resultando numa perda de produção de 240 mil a 250 mil barris/dia de combustíveis. A produção perdida inclui 80 mil barris/dia de óleo diesel e combustível para avião, 30 mil barris/dia de nafta e 110 mil barris/dia de "gas oil" (óleo formado pela destilação de petróleo), "virtualmente tudo o que é destinado para o mercado norte-americano", disse Brown. O processo de recuperação vai levar mais tempo que o normal devido à natureza da infra-estrutura industrial da ilha, disse a porta-voz. Espera-se que parte das operações sejam restauradas dentro de uma semana. Dentro de duas semanas, a Valero deverá ser capaz de normalizar as operações a uma taxa reduzida. Um retorno para taxas planejadas é estimado atualmente em três semanas. A confirmação dos problemas da refinaria da Valero em Aruba deram impulso aos preços dos futuros de óleo para aquecimento na New York Mercantile Exchange (Nymex). Por volta do encerramento da sessão, os contratos de óleo para aquecimento para julho subiam 644 pontos (3,24%), para US$ 2,0500 por galão. Os contratos de petróleo para julho registravam ganho de US$ 1,25 (1,78%), a US$ 71,60. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

09 de junho de 2006 | 15h38

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.