Resultado da arrecadação da RF deve pautar DIs nesta 2ª

Os temores em relação às tensões na Ucrânia - especialmente com mais sanções impostas pela União Europeia e pelos Estados Unidos à Rússia esperadas para esta segunda-feira, 28, devem guiar os negócios, trazendo volatilidade ao mercado de câmbio, que por sua vez deve influenciar o comportamento dos juros futuros. Os DIs abriram perto da estabilidade, enquanto investidores aguardam pelos dados da arrecadação federal, às 9h30, em uma semana que novamente deve ser marcada pelo giro fraco e a pouco volatilidade na ponta curta.

LUCIANA ANTONELLO XAVIER E ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

28 de abril de 2014 | 09h40

Às 9h25 o contrato de depósito interfinanceiro com vencimento em janeiro de 2015 apontava 11,01%, de 11,00% na sexta-feira. Na ponta mais longa, o DI para janeiro de 2017 registrava 12,18%, ante 12,19% no ajuste anterior. E o DI para janeiro de 2021 tinha taxa de 12,51%, ante 12,52%.

A pesquisa Focus desta semana mostrou os participantes do mercado um pouco mais otimistas com a economia brasileira. A expectativa para o crescimento do PIB este ano passou de 1,63% para 1,65%, enquanto a previsão para o IPCA este ano caiu de 6,51% para 6,50%, e a projeção suavizada para a inflação 12 meses à frente recuou de 6,07% para 6,00%.

O dólar à vista também começou o dia perto da estabilidade ante o real, cotado a R$ 2,2390 (-0,13%) por volta das 9h25, levemente pressionado pelo leilão diário de swap do Banco Central. Já o dólar para maio recuava 0,33%, a R$ 2,2405.

Tudo o que sabemos sobre:
juros futurosarrecadaçãoReceita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.