Risco de liquidez para a Grécia diminuiu, afirma Moody's

Agência afirmou que acordo de ajuda UE-FMI é "claramente positivo" ao país, mas advertiu que o "mal-humorado" processo pode pesar na confiança do investidor

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

26 de março de 2010 | 09h35

A agência de classificação de risco Moody's disse que os riscos de liquidez para a Grécia

diminuíram, diante da decisão do Banco Central Europeu (BCE) de manter até 2011 seu programa de acesso de liquidez com apresentação de títulos com rating BBB-, classificação mais baixo do que o permitido habitualmente. Paralelamente a agência afirmou que o acordo de ajuda União Europeia-FMI para a Grécia é "claramente positivo" ao país, mas advertiu que o "mal-humorado" processo (para obtenção do acordo) pode pesar na confiança do investidor.

 

A Moody's afirmou ainda que o anúncio do acordo teve pouco impacto sobre a perspectiva do rating A2 da Grécia, atualmente negativa. "A questão principal do ponto de vista do crédito é se, nas próximas semanas ou meses, a confiança do mercado se fortalecerá ou se enfraquecerá pelas controversas condições em que este pacote foi acertado", afirmou a Moody's. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Moody'sGréciaBCE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.