Risco global leva Bovespa para a mínima do ano

Ibovespa chegou a abrir em alta, mas em seguida bateu no menor nível do ano, aos 45.155 pontos

Fernando Travaglini, da Agência Estado,

14 de março de 2014 | 11h01

Os indicadores de que a atividade doméstica no início do ano está mais forte do que o esperado chegaram a dar algum alento ao índice futuro do Ibovespa e até garantiu uma abertura em alta para o pregão desta sexta-feira, 14. Mas o alívio durou poucos minutos. Às 10h39, o índice já perdia 0,64%, no menor nível do ano (considerando intraday e fechamento), aos 45.155 pontos, com Petrobras perdendo mais de 1,00% e com a Vale PNA recuando cerca de 0,70%.

O Banco Central divulgou hoje cedo que o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) subiu 1,26% em janeiro de 2014, acima da mediana das projeções dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo AE Projeções - alta de 1,00%. O dado confirma tendência vista nos números da produção industrial e do varejo conhecidos ao longo da semana.

Apesar disso, a aversão ao risco nos mercados internacionais diante da proximidade do referendo na Crimeia, no domingo, inibe qualquer reação da Bovespa. A exceção são algumas empresas do setor elétrico, cujas companhias serão beneficiadas com o pacote de socorro de R$ 12 bilhões anunciado ontem pelo governo. Há pouco, Eletropaulo PN subia 1,76%, Light On avançava 1,73% e Energias do Brasil subia 1,65%, todas entre as maiores altas do Ibovespa. Nos Estados Unidos, as bolsas em Nova York abriram em baixa, também pelas tensões envolvendo a Ucrânia.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovesparisco global

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.