Sadia e Perdigão caem com noticiário da gripe aviária

As ações das empresas exportadoras de carne de frango seguem influenciadas negativamente pelo noticiário da gripe aviária no mercado externo. Por volta das 11h35, na Bolsa de Valores de São Paulo, os papéis ON da Perdigão recuavam 1,07%, a R$ 26,71, com 95 negócios concluídos. Os títulos PN da Sadia cediam 1,50%, a R$ 6,55. Hoje, a ministra da Saúde da Indonésia, Siti Fadilah Supari, disse que serão realizados abates de centenas de milhares de galinhas de fundo de quintal na próxima semana, numa tentativa de deter as mortes humanas pelo vírus H5N1. A Indonésia é o país mais atingido pelo vírus da gripe aviária, com 61 mortes. VCP As ações PN da VCP (Votorantim Celulose e Papel) apresentavam desvalorização de 2,72%, a R$ 39,40. Ontem, após o fechamento do mercado a empresa divulgou que seu lucro líquido cresceu 20% em 2006, para R$ 658 milhões em 2006. O resultado ficou 8,4% abaixo da média das projeções de três instituições consultadas pela Agência Estado, que apontava para ganho de R$ 718,1 milhões. O UBS rebaixou a recomendação para os papéis da empresa. Ibovespa Às 11h45, o índice Bovespa operava em baixa de 0,50%, aos 42.411 pontos. O giro financeiro era de R$ 303 milhões, projetando R$ 2,99 bilhões para o final do dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.