Santander Banespa e Nossa Caixa travam batalha comercial

O Santander Banespa e a Nossa Caixa começaram a travar, no fim de semana, uma batalha comercial nas ruas de São Paulo. Em várias cidades do Estado, os dois bancos colocaram funcionários para trabalhar fora do horário comercial para disputar a mesma clientela.O que está em jogo é a conta de 600 mil funcionários públicos estaduais, hoje nas mãos do Santander Banespa. De acordo com uma determinação do governo estadual, as contas de depósito de salário passarão para a Nossa Caixa até janeiro de 2007, com o início da transferência em massa previsto para agosto.Esse é um duro golpe para o Santander, que pagou R$ 7 bilhões para comprar o antigo banco estadual Banespa, há seis anos, justamente para administrar a massa de clientes do funcionalismo público. No ano passado, o banco já havia perdido a exclusividade das contas dos servidores da prefeitura de São Paulo para o Itaú. Agora seu direito às contas dos servidores expirou e está brigando para não deixar a Nossa Caixa levar sua principal freguesia.A disputa esquentou no sábado, quando a Nossa Caixa abriu 40 agências em regime de plantão na capital e em cidades do interior. Já o Santander enviou seus funcionários para fazer marcação cerrada na porta das agências do concorrente.?Estamos confiantes que vamos manter esses clientes, que são muito importantes para nós?, disse Flávio Netto, gerente geral da agência do Santander do bairro Freguesia do Ó, que passou o sábado em pé, debaixo de sol forte, distribuindo folhetos e conversando com clientes na porta da agência da Nossa Caixa.Sorteio de carroO Santander não pode evitar a migração das contas salário, mas quer convencer os servidores a manter suas operações financeiras no banco. Para isso, está fazendo de tudo, de visitas pessoais a promoções financeiras, além de iniciativas raras em bancos, como sorteios de carros e descontos em supermercados e postos de gasolina.Na quarta-feira, o Santander promete lançar um pacote generoso de vantagens para o funcionalismo. O pacote deve incluir promoções no cartão de crédito, descontos de tarifas e empréstimos com taxas de juros mais baixas para os servidores.Desde junho, o banco está premiando seus clientes fiéis. Todas as semanas, o Santander sorteia carros zero quilômetro e aparelhos de DVD. Até outubro, pretende entregar 46 carros e 576 aparelhos de DVD, no chamado ?Programa Amigo?.Os servidores começaram a receber também telefonemas dos gerentes oferecendo um cartão de crédito exclusivo para o funcionalismo. Além da anuidade gratuita, o cartão de crédito Premium oferece 2% de desconto em compras em postos de gasolina e supermercados.?O cartão é parte de um compromisso com os clientes, mas o melhor ainda está sendo preparado. Esse programa é só um aperitivo?, diz Román Blanco, vice-presidente de Projetos Especiais do Santander Banespa.?Eu recebi uma carta com uma oferta de cheque especial com limite maior e juros menores. O Banespa está fazendo agora coisas que nunca fez antes para nós?, diz Elizabeth Dutra, professora da rede estadual. O banco está cercando os clientes como pode. Gerentes estão visitando servidores no trabalho. Para os clientes mais graduados, a visita é feita por executivos de primeira linha do Santander.Enquanto o Santander tenta bajular de todas as maneiras a clientela, a Nossa Caixa segue confiante que, seis anos depois, os servidores voltarão a um banco estatal. Para recebê-los , a Nossa Caixa serve sucos e biscoitinhos em suas agências.

Agencia Estado,

14 de agosto de 2006 | 11h03

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.