Semp Toshiba estuda produzir celulares no Brasil

O presidente das empresas Semp Toshiba, Afonso Antônio Hennel, disse hoje que o grupo pode entrar no mercado de produção de aparelhos celulares em 2007. Segundo ele, o mercado é significativo, já que anualmente entre 30 a 40 milhões de aparelhos são trocados. "Estamos atentos aos movimentos da telefonia móvel no País, fazendo um exame detalhado desse importante setor, que, pela sua dimensão, é bastante interessante", disse.Hennel afirmou ainda que a empresa mantém um plano de investimentos de R$ 60 milhões até 2008. Ele explica que esses recursos serão utilizados para a ampliação da capacidade de produção, introdução de novas tecnologias, treinamento e uma nova unidade fabril, que poderá ser construída no Nordeste.Em 2006, a Semp Toshiba obteve um faturamento superior a US$ 1 bilhão. A empresa registrou crescimento de 20% na área de eletroeletrônicos e entretenimento e de 60% na área de produtos eletroeletrônicos de informática.No mercado de televisores, a empresa registrou um crescimento de mais de 25%, em relação às unidades vendidas em 2005, resultado de uma venda de 2,7 milhões de aparelhos. "Estamos vendo 2007 como um ano promissor no setor eletroeletrônico, que deverá ficar em torno de 9 milhões de unidades. Com os primeiros testes de transmissão digital, que devem ser realizados no final deste ano, estamos nos preparando para as grandes mudanças de tecnologia, e, no futuro, até de hábitos dos consumidores com a chegada da TV digital", declarou Hennel.Segundo o diretor de vendas da Semp Toshiba, Luís Freitas, neste início de ano há um esforço importante para o reposicionamento no setor, com a recuperação de margens e preços. "As margens ficaram negativas em 2006. E é necessária uma recomposição de preços praticados, para manter a atividade industrial saudável. Na ponta, os preços para o consumidor deverão ser reajustados em torno de 10%", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.