Setor de tecnologia mantém bolsa de NY em alta

A Bolsa de Nova York opera em alta, liderada pelas ações do setor de tecnologia. Segundo Brad McMillan, da Commonwealth Financial, o mercado já superou em grande parte seus temores sobre a perspectiva de redução do programa de estímulo do Federal Reserve, que anuncia sua decisão de política monetária nesta quarta-feira, 18. "No curto prazo, devemos ver mais altas. O mercado está precificando uma recuperação real nos EUA", acrescentou McMillan.

Agencia Estado

17 de setembro de 2013 | 14h29

Os indicadores divulgados nesta terça-feira, 17, ficaram em linha com as expectativas: o índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 0,1% em agosto e o índice de confiança das construtoras de casas (NAHB) ficou em 58.

Sobre a reunião do Fed, que começa hoje, o estrategista John Stoltzfus, da Oppenheimer Asset Management, disse que "a expectativa é de que o Fed começará a reduzir seu programa de estímulo lentamente, ou até de que ele poderá esperar até as reuniões seguintes. Qualquer movimento no mercado depois da divulgação do comunicado do Fed será modesto".

As ações da Microsoft subiam 0,5% nesta terça-feira, 17, depois de a empresa anunciar uma recompra de ações; as das companhias aéreas também estão em alta, depois de elevação de recomendação pelo JPMorgan (Delta +0,3%, US Air +2,9%. As da General Motors avançavam 1,6%, em reação ao anúncio de que a empresa está desenvolvendo um carro elétrico que deverá custar em torno de US$ 30 mil e poderá rodar 200 milhas (328 quilômetros) com uma única carga.

Às 14h18 (pelo horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 52 pontos (0,34%), para 15.547 pontos; o Nasdaq avançava 22 pontos (0,60%), para 3.740 pontos; o S&P-500 ganhava 6 pontos (0,39%), para 1.704 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valoresNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.