Setor de vestuário do Mercosul quer salvaguardas contra China

A indústria de vestuário da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai elabora um projeto para entregar aos governos de seus respectivos países, no qual pede a aplicação de salvaguardas contra as importações da China. Segundo o diretor da Câmara Industrial Argentina de Indumentária, Héctor Kolodny, haverá uma reunião de todo o setor em março próximo, na cidade de Assunção, convocada pela Associação de Indústrias da Vestimenta do Mercosul (AIVEM). Nessa reunião, os empresários vão analisar o impacto e dano das importações de roupas asiáticas e pedir uma barreira comum contra esses produtos. "O setor precisa destas salvaguardas para evitar o dano que estão causando à indústria da região", argumentou Kolodny.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.