Supermercados já vendem ovos de Páscoa

Faltam mais de 40 dias para a Páscoa, mas desde a Quarta-Feira de Cinzas supermercados e lojas de departamentos de São Paulo amanheceram decoradas com ovos de chocolate, bombons e outros alimentos tradicionais da época, como bacalhau e vinho. A Páscoa é o segundo melhor período de vendas de alimentos para o setor varejista. Só perde para o Natal.Uma das estratégias das varejistas é vender agora ovos de chocolate em tamanhos pequenos para fidelizar os consumidores e fazê-los comprar em maior tamanho e quantidade nos dias que antecedem a festa. No ano passado, o Wal-Mart vendeu mais de 800 mil unidades de ovos de Páscoa pequenos no período pré-Páscoa.?Vamos apostar na venda desses produtos mais cedo novamente?, diz o diretor comercial de alimentos do Wal-Mart, José Rafael Vasquez. O motivo da antecipação da venda sazonal, segundo ele, é dar opção de escolha ao consumidor, que tem mais tempo para procurar e comprar os chocolates. A rede aposta num crescimento de 15% nas vendas este ano em relação a 2006.No Grupo Pão de Açúcar, a aposta nos miniovos - que pesam até 100 gramas - segue a tendência dos últimos anos. ?A idéia é que o consumidor experimente o produto agora e retorne na hora de comprar e presentear?, afirma o gerente de desenvolvimento do grupo, Wellington Juliani.Segundo ele, esse nicho tem sido pouco explorado pelos grandes fabricantes de chocolates. É uma boa oportunidade para que os produtos de fabricação própria das varejistas ganhem espaço. De acordo com Juliani, os miniovos da marca Pão de Açúcar, que custam 50% menos que os similares, representam mais da metade do total das vendas da rede. No Wal-Mart, os produtos de marca própria custam 25% menos que os demais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.