Suspensão de oferta da Perdigão é reduzida para 10 dias

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou esta tarde, em nota à imprensa, que o colegiado da autarquia decidiu reduzir a suspensão da análise da oferta pública de ações da Perdigão de 15 para 10 dias, atendendo a recurso colocado hoje pela empresa. Dessa forma, a interrupção se encerrará no próximo dia 26. A CVM informou ainda que a Perdigão deve divulgar amanhã aviso sobre a decisão, além do novo cronograma da oferta e da opção de desistência dos investidores. A suspensão da oferta ontem foi motivada por declarações à imprensa por parte da Fator, uma das corretoras que participa da venda das ações, sobre perspectivas de valorização dos papéis da companhia. O período de reservas para investidores de varejo terminou ontem. A Perdigão pretende vender 32 milhões de ações ordinárias em uma colocação primária no Brasil e no exterior, sob a forma de ADS (títulos de empresas estrangeiras negociados nos EUA).

Agencia Estado,

17 de outubro de 2006 | 18h48

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.