Tata Steel faz oferta de US$ 8 bi para comprar a Corus

A siderúrgica indiana Tata Steel apresentou formalmente hoje sua proposta de 4,3 bilhões de libras esterlinas (US$ 8,05 bilhões) para adquirir a anglo-holandesa Corus Group PLC. A aquisição, se aprovada, criará a quinta maior siderúrgica do mundo, com uma produção combinada de 23,5 milhões de toneladas de aço em 2005."Essa proposta de aquisição representa um momento decisivo para a Tata Steel e é inteiramente consistente com nossa estratégia de crescimento por meio da expansão internacional", disse o presidente do grupo indiano, Ratan Tata. A Tata ofereceu 455 pence por ação da Corus. O acordo está sujeito à aprovação dos acionistas da companhia anglo-holandesa.As sinergias resultantes da combinação poderão atingir uma taxa anualizada de US$ 500 milhões em cinco anos, disse uma fonte à agência Dow Jones. Segundo ela, a Tata levantou uma dívida de 3,3 bilhões de libras junto ao Credit Suisse, além de um financiamento ponte adicional de 2 bilhões de libras.Em entrevista à imprensa para explicar o acordo, o diretor-gerente da Tata Steel, B. Muthuraman, e o executivo-chefe da Corus, Philippe Varin, tentaram dar garantias sobre emprego e diminuir as preocupações de sindicatos no Reino Unido. "O acordo não é sobre perdas de empregos, é sobre consolidação e aumento de valor", disse Varin, acrescentando que não há planos no curto prazo para mudar as operações ou demitir pessoal na Corus.Ele, no entanto, não deu garantias de longo prazo, alertando que haverá sinergias no acordo. Muthuraman, da Tata, também tentou acalmar os receios. "Não fechar o acordo será uma ameaça maior para o emprego", disse ele.Os especialistas estão divididos sobre se haverá uma contra-oferta à Corus. A brasileira CSN é considerada uma possível interessada na companhia. "A idéia básica é que não vemos empresas russas ou brasileiras interferindo nesse acordo. Trata-se de uma transação amigável, recomendada e, do meu ponto de vista, fechada", disse um analista. "Ainda há expectativa de alguns de que alguém possa aparecer", contrapôs um corretor. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2006 | 08h11

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.