Taxa futura de juros intensifica alta de olho nos yields

Os juros futuros encerraram esta terça-feira, 19, em alta, batendo máximas perto do fim da sessão, conduzidos pelo avanço dos yields dos Treasuries, pela virada do dólar à tarde, que terminou na máxima de R$ 2,2760 no balcão (+0,35%), e por um movimento técnico de proteção em virtude do feriado da Consciência Negra, na quarta-feira quando indicadores importantes serão conhecidos nos EUA. Além disso, expectativas sobre uma possível votação de um projeto que desobriga a União a cobrir o superávit primário de Estados e municípios ajudaram a pressionar os juros.

CLARISSA MANGUEIRA E MÁRCIO RODRIGUES, Agencia Estado

19 de novembro de 2013 | 17h16

Ao término da negociação regular na BM&FBovespa, a taxa do contrato futuro de juro para abril de 2014 (120.870 contratos) estava em 10,07%, na máxima, igual ao ajuste anterior. O juro para janeiro de 2015 (435.190 contratos) indicava 10,77%, de 10,74% na véspera. Na ponta mais longa da curva a termo, o DI para janeiro de 2017 (200.650 contratos) apontava 11,84%, ante 11,68% no ajuste. A taxa do DI para janeiro de 2021 (5.595 contratos) marcava 12,27%, de 12,10% no ajuste anterior.

No exterior, o avanço dos juros dos títulos do governo americano foi impulsionado pelas expectativas em torno do pronunciamento do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, no Clube Nacional dos Economistas de Washington, na noite desta terça e da ata de política monetária do Federal Reserve na quarta.

Pela manhã, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) subiu 0,57% em outubro, de 0,48% em setembro - abaixo da mediana das estimativas colhidas pelo AE Projeções (0,65%). O dado, inicialmente, provocou queda dos juros, mas a abertura do indicador não sustentou esse comportamento.

Já a arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 100,999 bilhões em outubro, alta real de 19,25% sobre setembro e aumento de 5,43% sobre outubro de 2012. O resultado também ficou acima da mediana das expectativas, de R$ 97,8 bilhões. O dado, no entanto, foi apenas monitorado.

Tudo o que sabemos sobre:
taxa de juros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.