Tecnologia e mineração derrubam bolsas da Europa

As bolsas européias fecharam em queda nesta sexta-feira, pressionadas por ações de tecnologia e mineração, com os investidores dando uma pausa no último dia do mês e do trimestre. Nokia e Ericsson caíram 2,4% e 2,9%, respectivamente, devolvendo os fortes ganhos que haviam registrado ontem. O ABN Amro rebaixou as ações da Nokia para vender, afirmando que a alta do papel ontem foi exagerada. As ações da fabricante de softwares SAP, ao contrário, atingiram o maior nível em mais de cinco anos, impulsionadas por especulações de que a IBM poderá fazer uma oferta de compra pela empresa. Nesta semana, as ações da SAP acumularam valorização de cerca de 4%. A Bolsa de Londres fechou com o índice FT-100 em queda de 50,60 pontos, ou 0,84%, aos 5.964,60 pontos, derrubada por ações de telecomunicações (Vodafone -1,6%) e de empresas ligadas a commodities (BHP Billiton, -1,9%; e Rio Tinto, -2%). As ações da ITV fecharam em queda de 4,6%. Apax Partners, Blackstone e Goldman Sachs desistiram de fazer uma nova oferta de compra pela companhia, depois que a segunda oferta foi rejeitada. A operadora de lojas de departamento Marks & Spencer subiu 0,6%, depois de afirmar que concordou em vender sua divisão Kings Super Markets Inc por US$ 1,5 milhão em dinheiro. A Bolsa de Frankfurt fechou com o índice Dax em baixa de 14,11 pontos, ou 0,24%, aos 5.970,08 pontos, em pregão tranqüilo. As ações da RWE fecharam em alta de 2%, em recuperação depois da queda recente. Henkel avançou 1,8%, com fatores técnicos. A Bolsa de Milão fechou com o índice S&P/Mib em queda de 278 pontos, ou 0,73%, aos 37.928 pontos. As ações de bancos fecharam em baixa, com a diminuição dos rumores sobre fusões (Capitalia, -0,8%; Banca Intesa, -1%). Os investidores esperam poucas notícias corporativas antes das eleições nacionais em 9 e 10 de abril. Fiat avançou 3,2%, com os operadores prevendo um bom desempenho das vendas de carros novos da companhia em março. A Bolsa de Madri fechou com o índice Ibex-35 em queda de 15,50 pontos, ou 0,13%, aos 11.854,30 pontos. As ações da Telefónica Móviles caíram 1,4% e as da Telefónica, 0,4%, seguindo o desempenho de outras empresas européias do setor. A Bolsa de Lisboa fechou com o índice PSI-20 em baixa de 32,47 pontos, ou 0,32%, aos 10.262,56 pontos. Portugal Telecom caiu 0,6%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.