Telecom Italia deve continuar em mãos italianas, diz ministro

O Ministro das Comunicações da Itália, Paolo Gentiloni, disse que a rede de telecomunicações do país precisa continuar em mãos italianas. Ele destacou que o governo acompanha "com atenção" as negociações entre a Telecom Itália (TI), atual proprietária da infra-estrutura, e a News Corp., grupo de mídia norte-americano.Na semana passada, a TI revelou que estava em negociações para acordo na área de conteúdo com os norte-americanos, mas os jornais italianos noticiaram que a News Corp. poderia comprar uma grande participação na companhia. "O governo acompanha o assunto de perto. Mas tenho certeza que a rede é um ativo que o país não pode abrir mão", declarou Gentiloni, quando perguntando qual seria a posição do governo se a News Corp. vendesse a Sky Italia para a Telecom Italia em troca de participação na Olimpia SpA, empresa que detém o controle da operadora italiana.O diário Il Corriere della Sera noticiou ontem, sem citar fontes, que o governo italiano propôs que a Telecom Italia venda a rede de telecomunicações para o banco estatal Cassa Depositi e Prestiti (CDP) - um movimento preventivo que impediria a empresa de telefonia de comprar a Sky Italia. No entanto, a porta-voz do CDP negou a notícia, alegando que no momento a instituição "não estuda qualquer possibilidade desse tipo". As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.