Telecom Italia reitera que ainda não recebeu oferta pela TIM

A Telecom Italia reiterou hoje que não concedeu mandato para vender sua unidade de telefonia móvel e que não recebeu nenhuma oferta por ela. Ontem, os executivos do grupo decidiram, após reunião, separar os ativos de telefonia móvel dos serviços de rede em linha fixa. O grupo está concentrando-se em operações de banda larga e de mídia.Em comunicado divulgado hoje, a Telecom Italia disse que ainda precisa decidir a estrutura financeira das duas companhias. "O conselho de diretores da TI vai examinar todas as oportunidades de incremento de valor para as operações de comunicação móvel que se apresentarem", afirma o comunicado.Pessoas próximas às discussões haviam dito no final de semana que a TI estava planejando vender seu braço de telefonia móvel, a TIM, avaliado em cerca de 35 bilhões de euros, bem como sua unidade no Brasil, a TIM Participações, numa medida para se reestruturar como uma companhia de mídia.As negociações com as ações da Telecom Italia foram retomadas hoje na Bolsa de Milão, depois de terem sido suspensas ontem, e os papéis operavam com volatilidade, recuando quase 1% por volta das 7 horas (de Brasília). Um operador comentou que os investidores querem saber se a companhia irá realmente vender a Telecom Italia Mobile e a falta de detalhes prejudica o desempenho dos papéis. "Se os executivos da TI disserem que encontraram uma oferta interessante pela TIM, isso vai aumentar no mercado a expectativa de uma venda em breve", disse ele.O JP Morgan e o Société Generale mantiveram suas recomendações para as ações da TI acima da média de mercado. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.