Telefónica confirma que negocia a compra da Vivo

A Telefónica enviou hoje um comunicado à Comissão Nacional de Mercado de Valores (CNMV) da Espanha, em Madri, confirmando que está em negociações com a Portugal Telecom (PT) sobre o controle acionário da operadora de telefonia celular brasileira Vivo, sem que nenhum acordo tenha sido fechado até agora. "Com respeito à notícia publicada no último dia 24 de abril no sistema de difusão de informação Broadcast da Agência Estado do Brasil relativa a possíveis movimentos acionários da Vivo Participações S.A, Telefónica, S.A. manifesta que vem mantendo conversações com Portugal Telecom, SGPS, S.A. com certa periodicidade em relação ao futuro acionário da Brasilcel, N.V.(sociedade controladora da Vivo Participações S.A), sem que exista nenhum acordo firmado", diz o comunicado da Telefónica. Na terça-feira, o jornal espanhol El Confidencial afirmou que a Telefónica e a Portugal Telecom tinham chegado a um acordo para desfazer sua parceria na Vivo, segundo a qual a empresa espanhola ficaria com 100% da operadora de telefonia celular brasileira. Mas o anúncio desse acordo, segundo o jornal, depende da possibilidade de a Portugal Telecom substituir sua participação de 50% na Vivo por outro investimento no setor de telefonia celular brasileiro, cujo alvo principal seria a operadora brasileira Oi. Ontem, o diário financeiro espanhol Cinco Dias também afirmara que a Portugal Telecom havia concordado em vender 50% de sua participação na joint venture que controla a Vivo para a Telefónica. Segundo o jornal, o principal obstáculo para que o negócio seja fechado era o valor de 3 bilhões de euros cobrado pela Portugal Telecom para vender sua participação. A Portugal Telecom também confirmou ontem que está mantendo negociações com a Telefónica sobre o futuro da Vivo, mas negou que um acordo para a venda de sua participação já tenha sido concluído. A Oi (ex-Telemar) também negou, na terça-feira à tarde, em comunicado enviado à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), a existência de negociações com a Portugal Telecom. "Não existem, no momento, entendimentos, estudos ou tratativas relacionadas a eventuais investimentos da Portugal Telecom na Oi", informou a Oi.

Agencia Estado,

26 Abril 2007 | 07h42

Mais conteúdo sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.